Carrinho

0 Item - R$0,00

Archive by Author

Luva Editora firma parceria com Evento MULTI – Queimados/RJ

17800407_427197514292410_5185226697057796922_n

O cenário cultural do Rio de Janeiro, intenso o ano inteiro, ficará ainda mais movimentado durante o evento Multi que acontecerá no CEU – São Roque, em Queimados, nos dias 13,14 e 15 de Julho.
O acesso à cultura ainda é privilégio de poucos no estado do Rio, uma vez que os centros cultuais, cinemas, e teatros estão basicamente restritos às zonas mais abastadas e ao centro da capital. Dessa forma, seja pela ausência de transporte público de qualidade, ou o evidente descaso de seus governantes com o patrimônio público e sua população, o apelo cultural nas demais cidades fluminenses é quase inexistente… Contudo, visando mudar essa realidade, o Evento MULTI – criado a partir da parceria entre a Prefeitura de Queimados, Revista Litere-se e Luva Editora – tem como objetivo levar e expor a diversidade cultural da baixada fluminense e das demais zonas periféricas do Estado através de seus escritores, músicos, pintores, desenhistas e os mais variados artistas! O projeto também conta com oficinas, oferecidas em parceria com revistas e editoras, para que os moradores possam interagir diretamente com a proposta cultural. Vai que numa dessas atividades surja um grande artista do futuro? A Baixada vive, e respira, arte. 😊

Para os curiosos de plantão, algumas fotos do local:

 

  • Posted by Vitto Graziano
  • on 17 de Maio de 2017
  • Comments are off
  • Uncategorized
Read More

III – A Hora Morta com Cesar Bravo, Rô Mierling e Fernando Bins é lançada.

Ontem, na primeira Sexta-feira 13 de 2017, a Luva Editora abriu o edital para participação na antologia “III – A Hora Morta”. O livro será organizado em parceria com o autor Fernando Bins (do livro Os Olhos do Condenado) e ainda contará com os astros César Bravo (Ultra Carnem) e Rô Mierling (Diário de Uma Escrava), que participarão como escritores convidados.

Para mais informações CLIQUE AQUI

  • Posted by Vitto Graziano
  • on 14 de Janeiro de 2017
  • Comments are off
  • Uncategorized
Read More

Luva lançará seus primeiros livros na Glória (RJ)

Anote na sua agenda: no dia 17/1 (terça-feira), a partir das 18h, a Luva Editora lançará seus primeiros livros em evento descontraído a ser realizado no bistrô Grégora Arte & Café , localizado no bairro da Glória, Zona Sul do Rio de Janeiro (RJ). É possível chegar rapidamente ao local de metrô, pois fica há menos de cinco minutos da estação Glória. (mais…)

  • Posted by Vitto Graziano
  • on 4 de Janeiro de 2017
  • Comments are off
  • Uncategorized
Read More

Conheça Fernando Moraes, primeiro autor da Luva Editora para 2017.

A Luva Editora tem o prazer de apresentar o mais novo integrante de seu time de autores: Fernando Moraes, que lançará pela editora o romance de suspense Andando Sozinho. A obra, que já se encontra em processo de edição, conta a história de Carlos Montenegro, um homem que resolve voltar à cidade de Santana para investigar a morte de uma antiga namorada, ocorrida 12 anos atrás. O problema é que há mais segredos por trás do crime do que ele imaginava, principalmente quanto ao envolvimento de uma seita misteriosa.

Escritor Fernando Moraes

Escritor Fernando Moraes

A editora ainda divulgará bastante o Andando Sozinho. Hoje, confira uma breve entrevista com seu autor, Fernando Moraes, morador de Santa Catarina.

 1)   Como foi seu início no meio literário?

FM: Sempre digo que começou meio sem querer, pois na minha infância e adolescência não gostava de ler (não gostava mesmo), então sentar em frente ao computador e escrever um livro foi algo que fiz sem muitas pretensões. Mas, depois que comecei (e gostei), não me vejo parando de fazer. Minha irmã é a pessoa responsável e culpada por ter me tornado escritor. Quando estava na 2ª série, ela me ajudou numa redação, no fim a professora gostou. Foi algo que me instigou, mas àquela época não levei muito a sério.

Comecei a escrever profissionalmente em 2001, numa bela manhã de abril, quando escrevi meu primeiro conto bem elaborado, chamado “Bem-vindo à Escuridão”. Finalizei-o tendo 25 páginas. A inspiração para esse conto surgiu do jogo de vídeo game Silent Hill, o nome Ivan Manson do meu personagem principal veio do jogo, Harry Manson.


2)   Quais escritores você mais admira? Eles influenciaram sua escrita de alguma forma?

FM: Na verdade não tenho um escritor específico que admire. Meu interesse pela leitura surgiu quando eu tinha 17 anos. O primeiro livro que gostei pra caramba de ler se chama Um Tambor nas Trevas. A história conta as aventuras de Mathurin Kerbouchard, que sai em busca de vingança por conta da mãe, que foi assassinada, e do pai, vendido como escravo. Foi um livro que me deixou fascinado pelas aventuras do personagem. Depois li alguns livros do autor Paulo Coelho: O Alquimista, O Diário de um Mago, As Valkírias e até um dito como proibido Manual Prático do Vampirismo.

Posso dizer que um que “me deu dicas” no meu retorno aos escritos, isso em 2004, foi o Dan Brown. Gostei da forma de narração e diálogos, apesar de meu início como escritor já ter acontecido muito antes. Atualmente estou lendo bastante Stephen King, Joel Hill e outros nesse meio de terror/suspense. Stephen King é o mestre, um cara que a cada livro segue um desenrolar de trama diferente (narração diferente). Contrário ao Dan Brown, que parece seguir um roteiro já estabelecido.


3)   Como surgiu a inspiração para escrever o Andando Sozinho?

FM: Comecei a escrevê-lo alguns meses depois de finalizar o conto “Bem-vindo à Escuridão”. A trama seria: uma estranha carta chega as mãos de Carlos Montenegro contendo as iniciais do nome de sua namorada (misteriosamente morta aos 17 anos). Montenegro, que levava uma vida degradável, decide voltar à Santana a fim descobrir como Amanda Marcondes poderia ter escrito a carta. Afinal, ela não estava morta? Durante as primeiras 10 páginas do original, o enredo seria somente a carta, mas aí surgiu a ideia de colocar uma seita para dar mais suspense, e que a seita tinha (ou não) alguma ligação com a morte da jovem.

A inspiração surgiu das cartas, que sempre trazem alguma coisa – às vezes boas, outras vezes não. Por um instante Carlos vê algo bom na carta, pois Amanda corre perigo e pede ajuda. Mas o mistério que envolve sua morte é o que realmente o faz retornar à cidade deixada devido ao acontecimento de 12 anos atrás. De novo à Santana, Carlos relembrar os dias que passou junto de Amanda. São momentos bons, mas também ele é tomado por fortes e tristes lembranças.


4)    O que nossos leitores podem esperar do livro?

FM: Podem esperar por um livro de enredo rápido e envolvente, em que uma hora Carlos Montenegro tenta descobrir a verdade sobre a morte de sua namorada e, em outras, revive seu passado; nele Amanda era seu amor, mas que subitamente foi morta. É um livro com suspense e reviravoltas, e que todos estão ligados, tanto ao mistério da carta quanto à seita, criada para manter fora da cidade uma maldição anunciada por seu fundador. Mas a forma como seus membros faziam isso era escondida de todos, até que algo saiu errado e toda a cidade foi punida. Tenho certeza de que os leitores vão gostar.


5)    Enquanto seu livro está em produção, que outra obra os leitores podem ler como “esquenta”?

FM: Para deleite dos leitores, tenho um livro de contos. Lembra meu primeiro conto “Bem-vindo à Escuridão”? Então… Em 2011, ele se tornou um livro com 16 narrativas. Em 2015 foi relançado, tendo três novas estórias. Todos os contos são individuais, mas digo que três surgiram de acontecimentos dos quais eu estava presente. Tem quarto assombrado, escapada de dois caras numa picape branca e até aparição de óvni. É um livro bom que mescla terror, suspense e drama.

Em novembro (mês passado), a Câmara Brasileira de Jovens Escritores (CBJE), lançou uma antologia, Contos da Carochinha e outras lorotas, na qual tive um conto selecionado “Mais do Mesmo”. O conto pode ser lido direto pelo SITE, pelo link. É só clicar no nome, Fernando Tadeu de Moraes.

Read More

4 LIVROS PARA QUEM QUER COMEÇAR A ESCREVER

É comum que, após ler muitas histórias, nasça a vontade de escrever. Só que desenvolver uma narrativa não é uma tarefa simples, nem rápida. Requer preparo e estudo de língua portuguesa, criação de personagens, construção de cenário e muitos outros fatores que vão deixar a sua história profissional. (mais…)

  • Posted by Vitto Graziano
  • on 5 de outubro de 2016
  • Comments are off
  • Uncategorized
Read More

Audio Post Format

This is an audio post format here. It can be used to play audio files, both MP3 and OGA. A common use (and particularly useful) is to create an audio post for playing & publishing podcasts.


Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Curabitur blandit tempus porttitor. Vestibulum id ligula porta felis euismod semper. Maecenas sed diam eget risus varius blandit sit amet non magna. Nullam quis risus eget urna mollis ornare vel eu leo. Etiam porta sem malesuada magna mollis euismod.

Read More